quinta-feira, fevereiro 04, 2010

Farois nucleares abandonados

"A costa norte da Rússia é um território enorme com milhares de quilómetros, o litoral situa-se no Círculo Polar Ártico e os Invernos para além de longos, são preenchidos de escuridão... 
Os longos Invernos polares são fascinantes, os dias passam mas o sol, esse anda quase sempre escondido e é substituído por uma escuridão constante. Não é o local indicado para se viver, porém para os barcos, a costa norte da Rússia sempre foi uma rota muito utilizada por cargueiros de todo o mundo…
Hoje em dia com a tecnologia de que dispomos é relativamente fácil navegar por lá, mas nos tempos da União Soviética era muito mais difícil. Foi então que o Governo na altura decidiu construir um grande número de faróis com o objectivo de facilitar a viagem dos inúmeros cargueiros que por lá passavam no meio da escuridão…
O plano era a construção de faróis completamente autónomos e que não necessitassem de muita manutenção. Como ficariam localizados em locais inóspitos, a autonomia era fundamental e a solução encontrada foi a energia nuclear…
Os especialistas decidiram que a melhor forma de garantir que os faróis funcionassem mesmo sem manutenção, era através da utilização de energia nuclear. Para tal foram construídos pequenos reactores nucleares que iriam fornecer a energia necessária para que os faróis funcionassem durante anos seguidos…
E de facto foi isso que aconteceu, mesmo depois do colapso da Unisão Soviética, os faróis funcionaram durante mais alguns anos. Mas com o tempo e a evolução, os pequenos reactores deixaram de funcionar e a caça por metais na altura, levaram a que os faróis fossem saqueados e nem o perigo de radioactividade afastou os criminosos…
Hoje eles estão entregues ao abandono, na maior parte foram colocados avisos que alertam para os perigos da radioactividade. Agora os faróis são memórias de outros tempos, um pedaço de história recordado aqui através de fotografias…"

1 Comments:

Blogger José Luís Proença - CT1GZB - said...

Post curioso este. É pena ver um país deixar de dar assistência ao seu património.

Aqui vai link que, apesar de não ter nada a ver com faróis, tem a ver com os Açores:

http://altino.com.sapo.pt/primeiro.html

fevereiro 04, 2010 4:58 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home